PR13 – Gemeses: Terra de Passagem

Descrição:

Este percurso pedestre de pequena rota (PP) e circular encontra-se inserido na Rede Municipal de Percursos Pedestres de Esposende (RMPPE) e encontra-se totalmente marcado/sinalizado com as tradicionais marcas deste tipo de circuito.

Denominado PR13 EPS “Gemeses: Terra de passagem”, permite percorrer grande parte da freguesia de Gemeses por entre ruas, caminhos e trilhos, e contribui para melhor conhecer este local, rico em termos culturais e naturais, cuja envolvente paisagística, dominada por frescos bosques, campos de cultivo e veredas de servidão, para além dos caminhos ao longo do rio Cávado, tornam este passeio numa viagem muito agradável.

Sem grandes declives, à exceção da subida e descida do Monte de Arnelas, pode-se fazer este percurso suavemente, em terrenos que inclinam em direção ao rio Cávado.

Pontualmente somos gracejados com edificações monumentais, em jeito de solares pertencentes aos Ricos-Homens que cá viveram e pelo vasto e diversificado património religioso, voltado para o culto a Santa Maria observável através das diversas Alminhas, Cruzeiros e Nichos, que se encontram ao longo de diversas vias, não esquecendo as capelas e a Igreja Paroquial. Em jeito de destaque, sugerimos a visita à Capela da Barca do Lago, cujo culto, à Nossa Senhora da Barca do Lago, é dos mais antigos, tendo sido datado da época mediévica. Este culto, venerado por toda a região devido à tradição do seu milagre, surge pela mão dos pescadores e atraiu gentes dos campos e do mar, e originou uma bela festa com romaria e cortejo de embarcações pelo Cávado.

Ao património humano restam as antigas azenhas e moinhos ou ainda algumas serrações, que dão-nos indicações do modo de vida de outros tempos, onde o carro de bois circulava e o tempo media-se pelo calendário agrícola e pelas condições atmosféricas.

A passagem dos peregrinos pelo Caminho para o túmulo do apóstolo Santigo aqui em Gemeses é dos mais antigos e dos que não resta dúvidas. A travessia do rio Cávado fazia no lugar da Barca do Lago, a partir de Fonte Boa, pela barca chamada “por Amor de Deus”, justamente onde há um estreitamento do rio. A atendermos documentação antiga, desde os tempos da Fundação de Portugal, haveria importância acrescida neste eixo e na passagem pela Barca do Lago. Passaram por ele peregrinos anónimos e outros mais nobres, tal como o nosso rei D. Manuel, a fazer crer na toponímia e nas tradições. Para além deste monarca passou também o rei D. Carlos Alberto de Itália, quando este fugia para o seu exílio na cidade do Porto, onde viria a falecer.

Gemeses é assim uma terra que proporciona um excelente cenário para este tipo de atividade, com o enriquecimento pela observação da paisagem natural e pela apreciação do seu vasto património construído, que retrata bem os grandes períodos da nossa história.

Localização: Gemeses

Ponto de Partida: Igreja Paroquial de Gemeses

Tipo de Percurso: Pequena rota e circular

Âmbito: Paisagístico, natural e cultural

Distância a Percorrer: 14,1 Km

Nível de Dificuldade: Fácil

Época Aconselhada: Todo o ano

Cartografia: Carta Militar de Portugal - Instituto Geográfico do Exército, escala 1:25 000, nº 54/68.

Motivos de Interesse: Igreja Paroquial, Alminhas do Paço, Alto do Monte de Arnelas, com um moinho e ruínas de uma capela; capela de N. Sr.ª da Conceição, Alminhas de Lauro Igreja, capela de Santa Maria do Lago, Alminhas da Barca do Lago, Casa Solar dos Gayos, Solar dos Machados, Cruzeiro da Barca, Alminhas de S.to Ovídeo, Caminho Português da Costa para Santiago de Compostela, Alminhas do Garrido.

Google Maps: https://goo.gl/guBQnB

Wikiloc: https://goo.gl/nLG5em

GPS: https://goo.gl/XqTbQN