Aromas e sabores

A riqueza, a originalidade e a diversidade da gastronomia lusa são objeto de culto e uma mais valia para os turistas que nos visitam, logo seguido do clima, da simpatia do povo e dos monumentos. A importância da nossa gastronomia foi assim reconhecida pelo Governo através da resolução do Conselho de Ministros n.º 96/2000 que consagrou a sua integração como um bem imaterial integrante do património cultural de Portugal.

Em Esposende, a gastronomia tradicional portuguesa tem lugar cativo à mesa dos nossos restaurantes.
O esmero colocado na arte de bem confecionar e servir grandes repastos, "verdadeiros manjares dos Deuses", refletem a pureza, variedade, genuinidade e tradição da nossa cozinha onde pontificam os produtos alimentares endógenos que caracterizam a nossa dieta atlântica, baseada nos peixes do nosso mar e rios.

Nesta "Terra de Mar" despontam nas ementas, entre outras iguarias, o suculento robalo - assado no forno ou de arroz -, a maravilhosa tainha, o sargo ou um delicioso salmão, sem esquecer o bacalhau e a sardinha cozinhados de "mil e uma maneiras", ou ainda a riqueza dos mariscos da nossa costa e a lampreia, fazem as delicias de todos nós e representam um cartaz gastronómico impar na região e no país.

Na companhia da degustação destes pratos estão os Vinhos Verdes de Quinta, suaves, leves e aromáticos provenientes das encostas soalheiras dos vales do Neiva e do Cávado.

As famosas e adocicadas clarinhas de Fão, as Cavacas ou Folhadinhos rematam uma faustosa refeição.

Faça download do PDF: [Aromas e Sabores]