Segunda, 01 de Agosto de 2016

Câmara Municipal avança com Plano de Mobilidade em Esposende

O Município de Esposende pretende melhorar as condições de mobilidade e de acessibilidade nos núcleos urbanos de Esposende, Cepães-Marinhas, Ofir-Fão e Apúlia.

Neste sentido, lançou um concurso público para a “Prestação de Serviços de Desenvolvimento e Implementação de Um Plano de Mobilidade em Esposende”, cujo valor base é de 25 000 euros, acrescido de IVA.

A empresa a contratar irá, numa primeira fase, proceder ao levantamento dos dados para elaborar a caracterização da circulação de tráfego e do estacionamento. Posteriormente, efetuará uma análise aos sentidos de trânsito e à hierarquia da rede viária com vista a desenvolver uma proposta que minimize conflitos, reduza pontos negros de congestionamento e minimize os impactos da época balnear sobre o normal funcionamento da mobilidade. A proposta definirá, também, o modelo de política de estacionamento a adotar, tendo em conta as alterações propostas e a necessidade de criação de uma resposta eficaz à procura de estacionamento.

Tal como tem sucedido noutros casos, numa ótica de transparência e de participação cívica, este processo será sujeito, numa fase posterior, a consulta pública, possibilitando que a população se possa pronunciar sobre as soluções mais adequadas a adotar.

Pretende-se que este Plano de Mobilidade articule com o PAMUS – Plano de Ação de Mobilidade Urbana Sustentável, já aprovado pelo Município, conjugando políticas e procedimentos.

O Presidente da Câmara Municipal, Benjamim Pereira, refere que o novo Plano de Mobilidade “constituirá um importante instrumento que contribuirá para uma mais eficaz mobilidade e acessibilidade do tráfego automóvel às zonas urbanas adjacentes à cidade”, salientando que “os benefícios da implementação do Plano serão mais evidentes sobretudo durante o verão, período em que se regista uma maior afluxo de trânsito”.