Sexta, 15 de Julho de 2016

Esposende evoca 150 anos de Ventura Terra evidenciando o seu legado arquitetónico

Associando-se à evocação dos 150 anos de Miguel Ventura Terra (1866-1919), e no dia em que se assinalou a efeméride, a 14 de julho, o Município de Esposende promoveu uma vista orientada aos três edifícios da autoria do arquiteto existentes na cidade, nomeadamente ao Teatro-Club de Esposende (1911), atual Museu Municipal, Palacete Valentim Ribeiro da Fonseca (1909), hoje Chalet Nélia, e, de 1916, o Hospital de Esposende/Hospital Valentim Ribeiro.

A iniciativa marcou a abertura da exposição de rua "Miguel Ventura Terra, três emblemáticos edifícios em Esposende", que estará patente até ao próximo mês de outubro, junto aos referidos imóveis. A exposição pretende aproximar o público em geral da obra emblemática do arquiteto Ventura Terra. Pela primeira vez, a Câmara Municipal realiza uma exposição interativa de rua onde se pode acede através do QRcode ou do link http://www.cm-esposende.pt/venturaterra/index.html,disponível na exposição, de toda a obra produzida por Ventura Terra em Paris, Portugal, Rio de Janeiro entre outras obras.

Em representação do Município, o Vice-Presidente, António Maranhão Peixoto, acompanhado da Vereadora da Cultura, Jaqueline Areias, e da Vereadora Raquel Vale, referiu que a Câmara Municipal de Esposende se associa à evocação dos 150 anos do nascimento de Ventura Terra como forma de dar a conhecer e valorizar o seu legado arquitetónico, assinalando que “esta forma de transmitir este conhecimento ficará como uma referência para o futuro em termos de inovação museológica”. Maranhão Peixoto saudou todos quantos contribuíram para a concretização desta evocação e deixou o convite para a visita à exposição. Participaram também na visita orientada, entre outros, a Vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Viana do Castelo, Maria José Guerreiro, e Alda Terra, Presidente da Associação Ventura Terra.

A exposição "Miguel Ventura Terra, três emblemáticos edifícios em Esposende" insere- se num contexto de divulgação e valorização do património arquitetónico concelhio que o Município tem vindo a valorizar, destacando arquitetos e projetos, realizando o seu inventário, investigação e interpretação da sua obra, através de exposições e respetivos catálogos, e ainda promovendo roteiros de arquitetura no concelho com visitas guiadas e comentadas ao património urbanístico e arquitetónico concelhio.

O “Roteiro Ventura Terra” insere-se nesta estratégia cultural e explora três edifícios exemplares presentes na cidade, todos com desenho do arquiteto Miguel Ventura Terra, expoentes de um classicismo embelezador, mas de grande funcionalidade e conforto, executados para um único encomendador, torna-viagem do Brasil, o empresário Valentim Ribeiro da Fonseca (1855-1921).

O Teatro-Club, o Palacete Valentim Ribeiro da Fonseca e o Hospital de Esposende marcam o urbanismo de Esposende, garantindo-lhe, no início do Séc. XX, a imponência e monumentalidade necessárias, a espacialidade e obrigatoriedade de renovadas vias de circulação, edifícios todos cúmplices de um novo urbanismo, que então, no início da República em Esposende, permitiu à vila piscatória poder ascender à cidade balnear e destino turístico de hoje.

Este Roteiro coloca Esposende na Rota do Azulejo Arte Nova, mas principalmente na Rota da Arquitetura Modernista em Portugal.

O Município vai organizar uma nova visita orientada, gratuita, no próximo dia 23 de julho, às 10h00, bastando aos interessados em participar comparecer no dia e à hora marcada junto ao Museu Municipal.